Notícias

Argamassa de contrapiso para o isolamento acústico

Para acompanhar a constante atualização do mercado e também o bem-estar do público consumidor, normas regulamentadoras são emitidas com certa frequência por órgãos regulatórios no segmento da construção civil. A necessidade de colocação de um contrapiso, por exemplo, para o isolamento de ruídos sonoros, surgiu com a Norma de Desempenho NBR-15575, emitida pela ABNT em 2013, e passou a ser uma exigência técnica. 

Essa norma traz alguns critérios técnicos para garantir a habitabilidade de edificações habitacionais por meio de 7 requisitos: 

  • Estanqueidade da água;
  • Desempenho térmico;
  • Desempenho acústico;
  • Desempenho lumínico;
  • Saúde, higiene e qualidade do ar;
  • Funcionalidade e acessibilidade;
  • Conforto tátil e antropodinâmico. 

A norma deve ser cumprida na sua integralidade por profissionais como arquitetos e engenheiros nas etapas de projeto, de aprovação e de execução de uma obra. 

Neste post falaremos sobre o desempenho acústico dos pisos. Nesse contexto, contrapiso é uma das soluções utilizadas para reduzir os efeitos acústicos dos chamados ruídos aéreos e dos ruídos de impacto. 

Feito a partir de uma argamassa com composição específica, o contrapiso reduz consideravelmente os efeitos das vibrações sonoras e também do atrito de elementos sólidos, em qualquer edificação. 

Ruídos de impacto x ruídos aéreos

Um piso de qualidade deve proporcionar o isolamento acústico necessário, seja entre as dependências de uma mesma unidade habitacional, seja entre unidades de edificação distintas. 

No meio técnico são distinguidos os chamados ruídos de impacto – passos, queda de objetos, móveis sendo trocados de lugar, etc. – dos ruídos aéreos, que são aqueles provenientes de conversas, música ou da televisão, por exemplo.  

Um bom projeto de isolamento leva em consideração quais as propriedades acústicas dos materiais, assegurando o mínimo “conforto acústico” para as pessoas que habitam ou frequentam o local. 

Especialistas afirmam que a receita completa para o sucesso da aplicação de um contrapiso é a colocação da laje, em primeiro lugar; depois, da manta acústica, fabricada a partir de um material leve que irá absorver as ondas sonoras e proporcionar o isolamento adequado; e por fim, do contrapiso. Neste caso, a principal função da manta acústica criar uma barreira sólida para a transmissão do ruído. 

De acordo com a NBR-15575-3, um sistema de piso que separa duas unidades habitacionais em pavimentos diferentes, por exemplo, deve isolar ruídos com valores iguais ou menores que 80 decibéis. Já pisos de áreas de uso coletivo, como salas de ginástica, vestiários e cozinhas, por exemplo, devem isolar ruídos iguais ou menores que 55 decibéis

Para acessar o texto completo da norma NBR-15575-3 clique aqui

Onde encontrar argamassa de contrapiso de qualidade?

Se você atua profissionalmente na área da construção civil, deve saber da importância de contratar sempre uma mão de obra especializada. A aplicação do contrapiso deve, principalmente, evitar a formação de fissuras no revestimento, o que irá comprometer o isolamento desejado. Geralmente, esse problema é consequência de um acabamento mal feito e por ligações rígidas indevidas. 

Por isso, aí vai uma dica: para evitar as fissuras, certifique-se que a laje está bem nivelada e que o contrapiso seja feito com a mesma espessura ao longo de todo a extensão da laje. 

Se você procura por um produto de qualidade para o isolamento acústico da sua obra, na FIDA comercializamos uma excelente argamassa de contrapiso em duas versões: 5 MPa ou 10 MPa. O produto é recomendado para a regularização e para o nivelamento de pavimentos. Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe técnica pelos e-mails laboratoriomatriz@fida.com.br ou engenharia@fida.com.br

Esperamos que o conteúdo tenha sido útil para você! Qualquer dúvida, basta deixar um comentário no post. Até a próxima!